Pesquisar este blog

Carregando...

27/01/12

os discípulos no caminho de emaus




Lucas, 24 : 13 à 35Ao entardecer do dia da ressurreição, dois dos discípulos se achavam no caminho de Emaús, pequena aldeia cerca de doze quilômetros de Jerusalém. ... Tinham ouvido as notícias da manhã com respeito à remoção do corpo de Jesus do sepulcro, bem como a narração das mulheres que viram os anjos e encontraram a Jesus. Voltavam agora para casa. ...
Não haviam andado muito quando se lhes juntou um Estranho, mas tão absorvidos se achavam em sua negra decepção que não O observaram muito. Continuaram em sua conversa, externando os pensamentos de seu coração. ... Enquanto falavam sobre os acontecimentos que se haviam desenrolado, Jesus anelava consolá-los. ... Começando com Moisés... Cristo expôs em todas as Escrituras as coisas que Lhe diziam respeito. ... Com provas tiradas da profecia, deu Cristo aos discípulos uma idéia correta do que Ele devia ser na humanidade. ...

O povo judeu recebeu Jesus, não como filho de Deus, vindo para salvar o mundo dos seus pecados, resgatar a raça humana caída, trazer de novo a comunicação do homem caído com DEUS.
Mesmo os seguidores de Cristo ainda não tinha compreendido as profecias Relacionadas com o messias “ Vr.18 e 19 E, respondendo um, cujo nome era Cléopas, disse-lhe: És tu só peregrino em Jerusalém, e não sabes as coisas que nela têm sucedido nestes dias?
E ele lhes perguntou: Quais? E eles lhe disseram: As que dizem respeito a Jesus Nazareno, que foi homem profeta, poderoso em obras e palavras diante de Deus e de todo o povo; “

Jesus então no caminho de EMAÚS, começou descrevendo para eles as profecias, referentes ao messias (Jesus), desde Moisés, passando por todos os profetas, principalmente ISAÍAS, 53 : 4 - 7 até chegar na cruz ,e os discípulos do caminho de Emaús, estavam entendendo. Só quando viram que aquele que lhes falava era o Cristo ressuscitado, compreenderam que ele era o mesmo de quem falou os profetas...

Os discípulos de caminho para Emaús, necessitaram ser desembaraçados de sua interpretação das Escrituras. Jesus caminhou com eles disfarçado, e como homem falou com eles. Começando por Moisés e os profetas, ensinou-lhes todas as coisas referentes a Ele próprio, que Sua vida, Sua missão, Seus sofrimentos e Sua morte estavam justo em harmonia com o que a Palavra de Deus predissera. Abriu-lhes o entendimento para que compreendessem as Escrituras. Quão pronto estendeu Ele sem rodeios as emaranhadas extremidades e mostrou a unidade e a divina verdade das Escrituras! Quantos homens em nossos tempos necessitam de que seu entendimento seja aberto!

Depois de Sua ressurreição Jesus apareceu a Seus discípulos no caminho para Emaús, e, "começando por Moisés, e por todos os profetas, explicava-lhes o que dEle se achava em todas as Escrituras". Luc. 24:27. Comoveu-se o coração dos discípulos. Avivou-se-lhes a fé. Foram "de novo gerados para uma viva esperança", mesmo antes que Jesus Se lhes revelasse. Era propósito de Cristo iluminar-lhes o entendimento, firmando-lhes a fé na "firme palavra da profecia". Desejava que no espírito deles a verdade criasse sólidas raízes, não meramente porque fosse apoiada por Seu testemunho pessoal, mas por causa da evidência inquestionável apresentada pelos símbolos e sombras da lei típica e pelas profecias do Antigo Testamento. Era necessário aos seguidores de Cristo ter fé inteligente, não só em favor de si próprios, mas para que pudessem levar o conhecimento de Cristo ao mundo. E, como primeiro passo no comunicar este conhecimento, Jesus encaminhou Seus discípulos para "Moisés e os profetas". Este foi o testemunho dado pelo Salvador ressuscitado quanto ao valor e importância das Escrituras do Antigo Testamento.Cristo em eu Santuário, pág.71

Morre o eu, e Cristo vive em seus servos. Na contemplação da verdade arde neles o coração, como o coração dos dois discípulos ao irem para Emaús, e Cristo andar com eles pelo caminho, abrindo-lhes as Escrituras concernentes a Si mesmo.
Quão poucos reconhecem que Jesus, invisível, está andando a seu lado! Quão envergonhados ficariam muitos se ouvissem Sua voz a lhes falar, e de saber que Ele ouviu toda a sua conversa insensata e comum! E quantos corações arderiam com santa alegria se tão-somente soubessem que o Salvador estava a seu lado, que a santa atmosfera de Sua presença os rodeava, e que se estavam alimentando do pão da vida! Quanto se agradaria o Salvador de ouvir Seus seguidores falarem de Suas preciosas e instrutivas lições, e de saber que eles tinham gosto pelas coisas santas! Quando a verdade habita no coração, não há lugar para a crítica dos servos de Deus, ou para achar defeitos na mensagem que Ele envia. O que está no coração fluirá dos lábios. Não pode ser reprimido. O tema da conversação será as coisas que Deus preparou para aqueles que O amam. O amor de Cristo está na alma como uma fonte de água que jorra para a vida eterna, enviando correntes vivas que levam vida e alegria para onde quer que jorrem.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Pedido de oração

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...