Pesquisar este blog

Carregando...

01/11/11

Inimigos do bem

Que bom estar com você para estudarmos juntos as profecias da Bíblia. Continuaremos hoje no texto de II Timóteo 3:1-5. Vamos relembrar? “Sabe, porém isto, que nos últimos dias sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão amantes de si mesmos, gananciosos, presunçosos, soberbos, desobedientes a seus pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, mais amigos dos prazeres que amigos de Deus, tendo forma de piedade, negando-lhe, entretanto, o poder. Foge também destes”.
Nos programas anteriores analisamos várias dessas características de comportamento do ser humano no período que antecede o retorno de Jesus. Seguindo a lista, vamos falar sobre os “desafeiçoados”, ou seja, sem afeto natural.
Creio que essa falta de afeto seja a causa de tanta maldade que acontece por aí, hoje em dia. O homem tem se distanciado de Deus, que é a fonte do bem. Assim, desligado dessa fonte, só pode produzir resultados extremamente negativos.
A Bíblia diz que Deus é bom, que Deus é amor (I João 4:8-10). O homem, pelo contrário, já nasce com sentimentos pecaminosos, egoístas. Observe as crianças pequenas. A maioria, depois que cresce, parece que não consegue livrar-se do egoísmo. Acabam carregando e transmitindo aos outros essa falta de afeto natural.
Paulo, porém, segue a lista do tipo de pessoas que se destacariam no tempo do fim. Os “implacáveis”. O significado, nesse contexto, seria “irreconciliáveis”. A reconciliação acontece quando duas pessoas têm alguma dificuldade, mas entendem que não é sábio viver desta forma e buscam, então, viver em harmonia, em paz.
O que Paulo está dizendo é que quanto mais avançássemos na história, mais as pessoas viveriam distantes uma das outras. Quanta dificuldade se tem hoje para levar o marido a viver em paz com sua mulher, o pai com a filha, a mãe com o filho. Quantos amigos que, por alguma razão boba, se distanciaram, hoje não aceitam mais em conversar.
Amigo ouvinte, por caso você não tem sido implacável com alguém? Não tem você postergado a reconciliação com um familiar, amigo ou colega de trabalho? Aproveite a oportunidade que este programa está oferecendo de levar você a reflexão, e tome uma atitude. Aquele que tem mais amor no coração perdoa primeiro!
Mais outra característica do ser humano no tempo do fim. Os caluniadores. A palavra grega que foi traduzida por caluniadores é “diabolos”. Isso mesmo, diabolos, um dos títulos de Satanás. E caluniar faz parte do caráter dele (II Timóteo 2:26).
“As pessoas com esta marca procuram prejudicar  seus semelhantes com palavras cortantes, que normalmente envolvem o exagero nas informações, distorcendo a verdade até o ponto da mentira desavergonhada” (O Novo Testamento Interpretado, vol.5, pg.387).
Quando mentimos, exageramos, diminuímos informações ou inventamos uma história negativa sobre alguém, estamos, literalmente, sendo servos do diabo.  Ele é quem gosta de ver pessoas em conflito. Satanás é que aprecia ver as pessoas destruindo-se por fofocas.
Outra característica das pessoas que viveriam próximas do fim, é que não teriam “domínio de si”, ou a falta de autocontrole.
Você conhece alguém que não consegue controlar a si próprio? Este também é um grande mal do século 21. E isso é causa de infelicidade. As decisões não são tomadas tendo como base a razão e sim apenas e tão somente a emoção.
Como resultado disso, são relacionamentos fragilizados, consciência culpada, lágrimas de arrependimento tardio, enfim, uma lista imensa de conseqüências desagradáveis.
O domínio próprio é uma das marcas do verdadeiro cristão. E ele é possível, mesmo para a pessoa mais desequilibrada. Deus está pronto para atender a um pedido que um filho dEle faz para transformação de atitudes e desvios de personalidade.
A profecia diz também que os homens do tempo do fim seriam “cruéis”. Novamente preciso recorrer a língua grega, para que se possa compreender tudo o que esta palavra quer dizer. A palavra que foi traduzida por cruel, é “anemeros”, que significa: “selvagem, brutal”. Esta palavra era usada para descrever animais irracionais que ainda não tinham sido domesticados.
É impressionante o que o pecado tem feito na vida de muita gente. Tem transformado criaturas racionais em verdadeiras bestas. Há uma brutalidade latente, assustadora. Nas famílias, no trabalho, no trânsito, em todos os lugares. Parece que os crimes hediondos já não chocam mais.
E fecho a lista do programa de hoje com os “inimigos do bem”. Ou seja, aqueles que são caracterizados por não terem amor natural pelo que é bom. Não gostam de fazer o que é moralmente correto, não apreciam as boas maneiras e os bons costumes.
Ser honesto e viver corretamente é motivo de piada e zombaria em muitos lugares. E alguns até se envergonham dessas virtudes. Tem medo ou sofrem com a pressão alheia.
Não permita, porém, que os “inimigos do bem” desanimem você. Não tenha vergonha de ser honesto, de falar a verdade, de viver o cristianismo. A recompensa, no final, é incomparavelmente maior e melhor.
Por isso, creia em Deus para estar seguro. Creia nos profetas dEle para prosperar.
Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

Pedido de oração

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...